Evolução

domingo, 9 de maio de 2010

Magra para sempre

Meninas,

Adoro quando vocês comentam dizendo que eu sou um exemplo. Saibam que só consigo me ver como exemplo de persistência. Porque a minha disciplina é como sabonete molhado: escorrega muito!!! Por isso, estou sempre buscando dicas, alimentos e coisas que me mantenham na linha (e no peso).
Achei essa reportagem e resolvi compartilhar com vocês porque essas dicas são pra vida toda. Em vermelho, os meus comentários.


Balança sob controle

Aposte nestes três itens para permanecer com o peso conquistado sem sofrimento

1. SOJA
GRÃO SUPERPODEROSO

Além de ajudar a afinar com mais rapidez e facilidade, essa delícia também tem um papel importante na manutenção do peso. “Mas os resultados só aparecem se o consumo de 1 concha pequena por dia for regular e por tempo prolongado. Além disso, é claro que não adianta nada comer soja freqüentemente e continuar a ingerir outros alimentos com altas quantidades de gordura e caloria”, alerta Adriana. Fique atenta!
Frequentemente eu substituo a carne por PTS (proteína de soja texturizada). Podem acompanhar aqui que alguns meses eu já tenho usado várias vezes por semana. Aqui no Mercado Público de Porto Alegre tem uma banca macrobiótica que vende vários formatos de PST ('carne moída', 'bife', 'tirinhas pra strogonoff', etc.). Além disso, consumo leite de soja às vezes também em substituição ao leite desnatado.  Uso a soja por dois motivos: (1) ao contrário dos laticínios e carne vermelha ela não faz a gente reter líquidos e é mais facilmente digerível, (2) não sou lá muito carnívora e adoro preparar novidades com "carne de soja" (que eu conheci desde pequena nas merendas escolares da escola pública). Ajuda a manter o peso? Beleza!!! Não largo mais a soja!!!

2. FIBRAS
SACIEDADE GARANTIDA

Existem dois tipos de fibras na natureza: as insolúveis, que regularizam o trânsito intestinal, e as solúveis, que reduzem a fome e dificultam a digestão e a absorção de gorduras e carboidratos. Por isso, invista nelas aumentando o consumo de soja, maçã, cenoura, aveia, alho, banana, chicória e aspargos.
Folhas verdes e aveia sempre fizeram parte da minha RA. Banana também adoro. Alho então... meu tempero preferido!!! Dificuldade nenhuma em manter essas delícias no meu cardápio! Só a cenoura que eu dispenso. Talvez misturada ao arroz integral (que eu acho bem mais saboroso que o branco sem graça) e olhe lá.

3. ALIMENTOS MAGROS
MAIS COMIDA, MENOS CALORIAS

Escolha opções com baixos teores de gordura, principalmente as do tipo saturada, já que elas não apenas engordam como ajudam a aumentar o colesterol e os triglicérides. Sendo assim, vá de frutas, legumes, verduras e carnes magras, como peixe e frango. Quanto aos produtos diet e light, a nutricionista Adriana avisa: “A maioria deles prioriza a restrição calórica e tem deficiência de algumas vitaminas e minerais. Isso contribui para o efeito sanfona, porque a pessoa que os consome com freqüência acaba enjoando, voltando aos antigos hábitos alimentares e ganha peso novamente”.
Eu só consumo gordura em excesso quando cometo deslizes. Diariamente até acho que a gordura que eu consumo é pouca (e talvez seja o que atrapalha o meu intestino). A verdade é que eu tenho uma relação complicada com a gordura (8 ou 80). Ou me afundo num prato de batata frita, num bifão à milanesa, numa picanha com aquela capinha (hummmm); ou deleto do meu cardápio por inteiro e faço arroz, lentilha, feijão e taé bifes sem NADA de gordura.

Fonte: Corpo a Corpo



Os 10 mandamentos da manutenção do peso


1-Praticar exercícios físicos regularmente
Para manter-se magro, a dica é sempre praticar exercícios e encarar a ginástica como um hábito tão imprescindível quanto escovar os dentes.
Faço uma hora de academia pelo menos 3x por semana.

2- Pesar com frequência
Quem se pesa com freqüência sabe manejar melhor a alimentação e a atividade física. Mas não é preciso ir à balança depois de cada refeição. Os especialistas recomendam pesagens às sextas-feiras e aos domingos.
Subo à balança pelo menos 1 vez por semana (às vezes mais).

3- Não perder o controle nos fins de semana
A dieta deve ser de segunda a segunda. Tome cuidado com os fins de semana onde uma feijoada ou uma pizza enorme sempre entra no cardápio. Pode até ser mais liberal, mas é preciso ter limites. Andar de bicicleta ou fazer uma caminhada, ainda que leve, também ajuda a manter o controle das calorias.
Ai, não tô conseguindo manter a disciplina exata. Mas podem ter certeza que eu comeria muito mais se não estivesse de dieta!

4- Tomar café da manhã todos os dias
O café da manhã deve de ser reforçado. A primeira refeição do dia é muito importante e quem toma café da manhã tende a comer com mais freqüência e em porções menores, o que ajuda a manter o peso.
Acho importantísimo e fico frustrada quando não faço. Escrevi sobre isso esses dias, lembram?

5- Ingerir poucas calorias
Isso porque poucas calorias não quer dizer comer pouco. Só vai comer como passarinho quem escolher alimentos muito calóricos. Quem sabe selecionar bem o que come não passa fome.
Fazer as trocas inteligentes e as escolhas certas garantem que a gente jamais passe fome. Jamais!!!

6- Limitar o consumo de gordura
A gordura não está só naquele pedaço suculento de picanha ou na manteiga do pãozinho, mas nos sorvetes cremosos, no pão de queijo e no leite integral de todo dia.
Sorvetes e queijos é impossível largar. Chocolates também. O jeito é consumir com moderação e escolher os que contém mais fibras.

7- Evitar comer fora de casa – e preparar as próprias refeições
Ao fazerem as refeições em casa, as pessoas conseguem ter um controle maior sobre o que ingerem. Esse domínio aumenta quando elas preparam a própria comida.
Tenho levado a minha marmita sempre que dá. Ajuda a controlar o tamanho da porção e também os ingredientes do preparo.

8- Fazer cinco refeições diárias
O organismo “interpreta” um jejum prolongado como um sinal de alerta para economizar energia e, assim, manter as funções vitais. Portanto, faça intervalos de três ou quatro horas entre as refeições, para que o nível metabólico se mantenha equilibrado.
Faço 4 e não consigo fazer a quinta. Raramente como algo antes da academia.

9- Pensar em calorias
Não é necessário saber o valor calórico exato dos alimentos, o mais importante é ter uma boa idéia do que se come e de quanto se come.
É o famoso bom senso, né gurias? A gente sabe o que é melhor e o que é pior.

10- Eliminar o fast-food do cardápio
Combinar hambúrguer, batata frita e refrigerante na alimentação é algo devastador. Esses alimentos são ricos em carboidratos e muito calóricos. A pessoa se sente empanturrada assim que come, mas em uma hora já tem fome de novo.
Sinceramente, acho eliminar uma palavra muito forte. Tudo que é proibido é mais gostoso, desde os tempos da nossa infância. Na minha humilde opinião: o jeito é deixar essas coisinhas pra ocasiões MUITO especiais em que não há como substituir as fritas por salada e o refrigerante por água ou suco (ou refri light). No McDonald's dá pra substituir fritas por salada e escolher o que beber. Já fiz isso várias vezes e a salada Caesar deles é uma delícia!

Fonte: Saúde Plena

12 comentários:

Maga

Gostei muito das dicas. Adoro aprender por meio dos exemplos de quem está há mais tempo na vida light.

Ainda não eliminei o fast food, vou de vez em quando, mas bem de vez em quando mesmo. Os alimentos sem gordura, sem sal, soja, integrais, etc, cada vez mais, fazem parte da minha alimentação.

Mili

Adorei a matéria...isso ae; é sempre bom a gente ler e se informar sobre isso, pois o objetivo é tronar-se hábito!
Segue firme...estamos juntas!
Beijos

Ellis

Oi Querida passando pra desejar uma ótima semana!
bjs

Tatá Estrela

Oi Mary, amei seu blog. Vou anotar as dicas pra manutenção, sei que elas serão úteis quando chegar ao meu tão sonhado peso ideal.
Valeu pela visita. Sempre que der estarei por aqui. bjs e até a proxima. Bay.

Liana

Olá!
Adorei as dicas!

Um beijo e ótima semana!

Su

Adorei as dicas!!!!! Eu também sigo a maior parte delas relativamente à alimentação, o exercício é que é pior.... Beijinhos ***

http://cabecademagra.blogspot.com

Pequeno Falcão light
Este comentário foi removido pelo autor.
Pequeno Falcão light

Amei as dicas e seus comentários tão sinceros,

Amo soja e não sou mesmo chegada a carne vermelha***

De vez em "quase nuca" como fast food mas já faz tanto tempo que deixei que "bate malzão" no meu estomago que agora é adepto mais do "natureba" mas quando vou a festinhas e etc...sai debaixo!

Beiju e continue assim*

Rosi

Passei pra te conheçer, mas uma perguntinha... aonde acha disposiçao para exercicios todos os dias ????

Mili

Amiga...fiquei feliz em ver sua matéria hoje...tô conseguindo inserir todas no meu dia a dia, é exatamente por isso que a balança tá descendo...eeeee
Mais uma semana...vamos juntas!
Beijos e semaninha super light ae...
¨obrigada pela visita!!!aparece mais!

Gisele

Adorei aprender com quem já venceu boa parte do caminho, acho sim vc um exemplo espero que logo vc encontre o tão sonhado equilibro e seja para smepre magra!!!

bjs!

Dani

Oi querida
Vc como sempre nos deixando bem informadas
Adorei!!
Minha alimentação é boa, costumo dar prioridade aos alimentos naturais, mas meu olho grande q me pega de vez em quando kkk
bjinhus

Minha Escolha   © 2008. Template Recipes by Emporium Digital

TOP